41 3022-0186 fineart@aphoto.com.br
Escolha uma Página

dicas para molduras e exposição

Dicas de molduras:

Para saber se o moldureiro sabe o que está fazendo o mínimo que ele tem que saber é limpar o vidro, depois qual a sugestão de fundo para fixar as suas imagens ele tem.

  1. Vidro se limpa apenas com Álcool (preferência álcool isopropílico) e pano limpo, qualquer outra “invencionice” tipo: Passar jornal, palha de aço, querosene, quase todos limpa vidros entre outras, fuja correndo
  2. Os fundos devem ser de ph material neutro e sem contato com qualquer tipo de madeira, ou seja MDF e “Eucatex” nem pensar, são o que tem de pior, nós recomendamos Alubond, que são duas folhas de alumínio com uma camada de espuma plástica dentro. O Foam Gator de ph neutro ou a utilização de um cartão barreira são outras soluções. Como barreira para fundos de qualidade duvidosa pode se usar uma folha Tyvek, em Curitiba tem para vender na Inventário.
  3. As impressões em papel recomendamos o uso de vidro, mas devido ao custo alto dos vidros anti reflexo verdadeiro (não os texturizados horríveis) muitos artistas estão optando por molduras sem vidros, mas é por conta e risco dos nossos clientes.
  4. Impressões em papel sem brilho podem ser encostadas no vidro desde que o vidro esteja limpo adequadamente e não fique exposta em locais com muita variação de temperatura e umidade.
  5. O moldureiro e qualquer um que manuseie as impressões devem sempre usar luvas e não podem passar a mão ou esfregar as impressões.
  6. Deve ser usada apenas em último caso, qualquer tipo de cola e esta deve ser sem gordura e livre de ácido, a cola da Elmer’s é uma boa opção
  7. Os vidros comuns tem massa verde e podem alterar um pouco as cores da sua impressão, em muitos casos o acrilico pode ser uma boa opção, apesar de arranhar facilmente ele é de massa branca, filtro UV e muito mais leve.
  8. As molduras devem ter um bom isolamento de poeira, bichos e umidade, atenção ao fechamento da moldura para evitar problemas no futuro.

Impressão fine art da Aphoto em papel Canson Rag Photographique 310 em exposição na Casa da Imagem Curitiba. Artista João Urban e Marcelo Tinoco

 

Básico para exposição que muita gente esquece:

  1. Qual o espaço que tem o ambiente para as pessoas verem as suas impressões? Não é uma regra mas  recomenda-se é que tenha uma vez e meia a diagonal da imagem como recuo para visualização.
  2. Cuidados com a iluminação, não adianta um trabalho fantástico com uma impressão perfeita e uma ótima moldura se não tiver iluminação adequada.
  3. Os reflexos dos vidros comuns podem atrapalhar muito a visualização do seu trabalho e os verdadeiros vidros anti reflexo são muito caros e pouco usados, então cuidado com janelas e outras fontes de luz.
  4. Atenção se a existência de vapores químicos ou até gordura, alguns lugares onde são feitas exposições ou até em casa não são os mais adequados. Resíduos de gordura e vapores químicos podem entrar nas molduras e danificar a obra, o problema é mais grave nas telas que não tem proteção.